Vantagens e desvantagens de morar fora do Brasil 20


Viajar

Foto: Pixabay.com

Quando eu era jovem passava horas planejando meu futuro, acredito que isso é a coisa mais normal no “encantado mundo dos jovens sonhadores”.

Sempre quis conhecer outros países, sempre fui aventureira, “ousada” e corajosa aos olhos de vários amigos, ainda hoje quando converso com alguns deles, me dizem que “invejam” minha coragem e me admiram por eu não ter medo.

Pois é, mas na prática não é bem assim, que ótimo se eu transmito isso a alguém, mas eu tenho medo sim, e não são poucos, já me passou pela cabeça zilhões de vezes em desistir de tudo, afinal sou um mero ser humano, cheio de erros e com muitas dúvidas. Mas como hoje tenho uma família, também tenho objetivos, metas e responsabilidades, muitas responsabilidades. Acredito que esse misto de sentimentos é que faz uma pessoa se sentir viva, livre e seguir em frente, pelo menos comigo é assim.

Sempre quando o desânimo bate eu oro, oro muito. Tem um ditado que diz assim “às vezes quando a gente perde é que a gente ganha”. Mas a verdade é que todos os ganhos e todas as mudanças envolvem perdas, mesmo sendo uma coisa simples, sempre perdemos algo. A diferença que é que às vezes escolhemos perder porque podemos visualizar o que vamos ganhar, outras vezes perdemos sem querer e fica difícil enxergar o que podemos ganhar com aquela perda. Mas entre os ganhos e  as perdas a vida continua a seguir seu curso.

Então vamos lá… vou começar pelas…

Desvantagens de morar fora do Brasil:

– O choque cultural dói

E dói muito, muitas pessoas acham isso a maior bobagem, mas não é não! Você nasceu e foi criado em uma cultura específica e quando se muda, começa a viver aquela nova cultura. Dependendo da pessoa, passa a se sentir desafiada, cultura é visão de mundo, os costumes locais, a maneira como as pessoas vivem o dia-a-dia, a rotina, a comida, os horários, a comunicação, tudo te dá uma choque!

É bem verdade que você se sente uma estranha, desprotegida, vulnerável. E tem mais, você precisa se adaptar a tudo isso (no seu tempo é claro) mas o quanto antes, para que se possa respirar tranquilamente. Afinal, foi você quem decidiu sair do seu país para viver em outro. Automaticamente quem precisa se adaptar a nova vida é você e não as pessoas que já moram ali ao seu jeito ou a sua cultura.

Morar no Exterior

Foto: Pixabay.com

No meu caso a falta de contato físico aqui na Suíça é um choque até hoje. Sou uma Brasileira gente, deixei vários amigos e uma família gigantesca lá no Brasil. Já são meses sem um abraço, um beijo, um carinho. (óbvio que o contato com meus filhos e marido eu não estou levando em consideração neste artigo) O Suíço é muito reservado e muitas pessoas os acham frios, mas é a cultura deles galera. Eu vejo aqui em volta de casa as famílias se visitando, sorrindo, brincando, passeando, se abraçando, etc, entre eles é claro, afinal eu sou a estranha aqui, a estrangeira. Que intimidade eles tem comigo? Nenhuma! Porque me abraçar? Porque me convidar para ir a casa deles? Só porque eles me cumprimentam quando me vêem?  Posso dizer que isso nunca vai acontecer com nenhum recém chegado por aqui não. Óbvio que existem as exceções, mas o que quero dizer que na cultura deles o contato físico é intimo, e já pra nós Brasileiros é normal, super comum e necessário. 🙁

A língua (idioma) é outro grande, gigantesco fator. Você já está em outro país, bem diferente do seu, sozinha, e ainda mais não conseguir se comunicar com pessoas, isso é o ó! (sem mais comentários…)

– A falta da Família

Quando morei na Itália  minha vida parece que foi mais leve. (vendo com os olhos de hoje, claro!) Talvez seja porquê fomos de cara morar com uma família de Brasileiros e esses Brasileiros já possuíam um círculo de amizade e consequentemente nós entramos neste circulo também. Esse fator no ajudou e muito a suprir um pouco da falta da família.

Vantagens e desvantagens

Meu casamento na Itália(2008) Família que ganhei! 😀

Já aqui na Suíça esse fator está pesando cada dia mais, viemos pra cá praticamente sem conhecer ninguém, meu marido tem um amigo, brasileiro, o rapaz que ele morou nos primeiros meses antes de nós virmos pra cá. E eu fiz duas amigas, também brasileiras, mas como as duas moram bem longe, nosso contato é esporádico, algo raro de acontecer. E amigos de outras nacionalidades ainda anda a passos lentos. (quando falo em amizade, é amizade mesmo, intima, de pessoas que nos querem bem e vice-versa, porque “conhecidos” nós já temos alguns.) Portanto essa necessidade ou carência da família e amigos está se tornando um fardo pesssaaaadoooo!

Ainda bem que essa tecnologia de hoje nos ajuda a matar um pouco das saudades. Conversamos com os familiares lá do Brasil quase que diariamente. Mas é bem normal e você tem que se acostumar que não é todo tempo e todos os dias que eles estão disponíveis pra você, pois, além do fuso horário, tem o trabalho e eles continuam suas vidas “corridas” como todos sabem que é lá no Brasil, não que aqui não seja, acho a vida aqui ainda mais corrida que lá, mas, longe de tudo e todos você se sente carente e talvez aquela exata hora em que precise da família ou de um amigo eles não estejam disponíveis.

É nessas horas que você passa a pensar sobre sua vida lá no Brasil. Vai existir vários, mas digo de boca cheiona, VÁRIOOSSSSS momentos em que gostaria de estar junto deles e não pode. Tanto nos momentos ruins como nos bons. Exemplo, aquele aniversário acontecendo, a família toda reunida, ligam o SKYPE pra você desejar o parabéns ao aniversariante, você toda empolgada e com aquela dorzinha no coração de não estar participando ao vivo e acores daquele momento. E derrepente alguém fala que vai desligar para cantar o parabéns e tals ………. “Bummm!” Te tira o chão, te desequilibra. A culpa não é deles gente, foi você que escolheu estar onde está hoje.

– Reconstruir sua vida novamente

Literalmente do zero, num país estranho onde ainda se sabe pouco. Não fomos criados aqui e portanto não sabíamos nem onde era o mercadinho mais próximo. Toda aquela segurança que tínhamos lá no Brasil sobre nos virar com as coisas e encontrar outras de repente sumiu! Com certeza tem muita gente que acha esse item super bacana e até pensa que gostaria de estar no meu lugar, ou vai comentar esse artigo dizendo, poxa Kellyn que legal, reconstruir a vida novamente e tals, eu também achava tudo isso interessante, até viver na pele. Só digo uma coisa, a reconstrução é um processo demorado, longo e exige muito de você, tudo bem que se tem infinitas possibilidades, mas o problema as vezes é não ter nem idéia de onde começar. Eu até imagino que você deve estar pensando o contrário. Eu também pensava assim. 

– Você será sempre um estrangeiro

Viajar

Não tem jeito. Volto a repetir, você não foi criado aqui, você não participou e nem conhece aquelas canções tradicionais de infância, você não assistia aquele programa famoso da época, você fala com sotaque e não vai conseguir entender nunca certas piadas. Mesmo quem está há anos morando fora do seu país de origem há de concordar comigo: SEMPRE SEREMOS OS ESTRANGEIROS! Por mais que você adquira um pouco da cultura local, você não é nativo e isso se sobressair.

Mas gente, apesar de tanta dificuldade tem muita coisa boa. Pois se fosse só “perrengue” não existiria milhões de pessoas querendo morar no exterior, certo?

agora sim,  as ……

Vantagens de morar fora do Brasil:

– Meu mundo ficou maior

Viver na Suiça

Vista da minha cidade aqui na Suíça! 2015

Não só pelos lugares que já conheci e ainda irei conhecer, pois isso eu poderia fazer morando lá no Brasil também, digo, dentro de mim, quando levei o tal “choque cultural” fui aprendendo que não existe somente a minha cultura no mundo, ou seja, que minha visão de mundo não é a úncia, nem muito menos a certa. Não estou mais alienada a pensar como a TV me impõe, hoje sou mais rica como pessoa, de conhecimento e cultura. Aprendi tanta coisa e continuo aprendendo e isso me fascina. Aprendi que o mundo é cheio de possibilidades e nada te prende a um lugar se você não quiser ficar preso.

– A segurança

Eu venho de uma cidade no norte de Santa Catarina, Sul do Brasil. Na minha cidade não existe “tantos” casos de criminalidade como nos grandes centros Brasileiros é claro, mas mesmo os poucos casos sempre me assustaram, ainda mais depois que tive filhos, meu índice de preocupação no quesito segurança aumentaram em 1000%.

Desde que morei na Itália eu senti muita diferença na segurança, por exemplo: morávamos em uma cidade pequena lá e por muitas vezes deixávamos o carro passar a noite na rua com a chave na ignição. Aqui na Suíça é a mesma coisa.

Nós podemos andar tranquilamente pelas ruas sendo noite ou dia, ninguém vai me desrespeitar, não serei assaltada. Meus filhos tem apenas 4 anos e brincam na rua sozinhos, os motoristas, ciclistas ou seja qual for o meio de transporte respeitam os sinais de trânsito, quando avistam uma criança ou qualquer outra pessoa na rua reduzem a velocidade e aguardam pacientemente. As casas e condomínios não tem muros altíssimos com cercas elétricas, muitos deles nem muro tem (a grande maioria não tem) eu posso deixar meus pertences em qualquer lugar aqui por fora do prédio e ninguém irá sequer tocar neles.

– A Palavra

Sem dúvida é uma das coisas que eu mais gosto de morar aqui. A palavra do ser humano aqui é levado muito a sério. Ela muitas vezes vale mais que papel assinado. 

– A qualidade de vida

Esse item é amplo eu sei, mas como esse artigo já está superrrrrr longo vou dar apenas uma pincelada.

Na verdade, mais de 80% das pessoas que procuram mudar de país é pela qualidade de vida, nós estamos dentro, pois desde que viramos expatriados e vivemos esta qualidade de vida foi difícil se readaptar ao Brasil. Foi então que voltamos a buscar por ela e viemos parar na Suíça ano passado (2014). O país dos Alpes e do chocolate está sempre nos primeiros lugares do ranking mundial em qualidade de vida. ( E sempre ocupa as primeiras posições em custo de vida mais caro do mundo)

O salários são altos, o transporte público funciona e é limpo, a segurança é ótima como já mencionei a cima, a educação  é muito boa (iremos conhece-la de perto no próximo mês, meninos inciam a escola em agosto 😉 ), a moradia é excelente, as estações do ano são bem definidas pelo que estou conhecendo, e cada uma delas dá um show de beleza.

– Meus filhos terão mais de uma cultura

Viajar

Eis o ápice de toda essa história, os filhos. Não existe bem maior no mundo do que eles, tudo que buscamos ou fazemos é para eles. O mundo deles hoje já é bem maior que o meu na idade deles. Eles irão aprender mais de uma cultura e portanto as oportunidades para o futuro deles é infinita. E se abrir as portas para o futuro do seu filho ou filha não é uma vantagem, então eu não sei o que seja ….

Eu poderia ficar horas ainda escrevendo sobre tudo isso, existem bem mais vantagens, mas acredito que as principais estão aqui…

Esse mundo é rico demais, basta explorá-lo! 😉

Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos:

Facebook ,

Twitter ,

Google + ,

Instagram.

O que vocês gostariam de saber no próximo artigo? Adoraria receber novas dicas! É só me deixar um comentário abaixo.

Beijo grande e até a próxima!

Blog da Suíça


Sobre Kellyn Mazzucco

A Catarinense, Kellyn Mazzucco, mora atualmente na Suíça, já morou na Itália de 2008 a 2010. É Assistente Social, e pós graduada em Recursos Humanos, foi colunista social por 5 anos na sua cidade natal, Canoinhas-SC. Sua curiosidade, vontade de explorar e sua paixão por fotos agora dão vida ao Blog “Um lindo dia para Sorrir!”.


Gostou do artigo? Deixe um comentário!

20 pensamentos em “Vantagens e desvantagens de morar fora do Brasil

  • Patricia Leitholdt

    Tudo perfeito Kellyn , mas confesso que ao ler as desvantagens deu um aperto enorme no coração, então envio um abraço amigo e carinhoso pra vc!!!!!

  • Kellyn Mazzucco Autor do post

    Ain Paty, que delícia de abraço, mesmo ele sendo virtual o carinho de vocês tem um significado enorme.. e vocês nem imaginam o tamanho… Super beijo.. Saudades mil!

  • Altair

    Saudades sentimos apenas de quem nos faz falta sua ausência. E vcs fazem muita falta aqui. Porém concordando com o que escreveu só posso dizer… Sejam felizes… Adoro vcs.

  • Mozara

    Kellyn querida maravilhoso este artigo. Obrigada por dividir essa sua rica experiência com a gente. Muitas saudades, os meninos estão lindos. Beijos fiquem com Deus.

  • Judite Artner dos Santos

    Amei, minha amada! Sinta o meu abraço bem carinhoso e apertaaaaaadoooooooo! Na vida fazemos escolhas e essas escolhas, muitas vezes, nos levam para caminhos pedregosos. Precisamos usar nossa inteligência para saber retirar esses obstáculos, e isso, tenho certeza de que você conseguirá.
    Grande beijo e que Deus abençoe vocês!

  • Mery

    Oii Kellyn!! Adorei a última postagem…vantagens e desvantagens..!! Queria saber mais do teu dia-dia.. se a comida é a mesma… as aulas de alemão.. saudd superbju!!

  • Michele Vier

    Show de bola, amo ler seus artigos Kellyn…daqui alguns anos vou pegar muitas dicas com vc, o Leandro se aposenta daqui uns 8 anos e queremos ir morar em Creixell – Espanha.

  • Kellyn Mazzucco Autor do post

    Oi Michele. Obrigada querida! Nossa, que legal! achei a cidade linda, não a conheço ainda. Com certeza, no que eu puder ajudar, estou a disposição. Super beijo a essa família linda! Saudades da terrinha!

  • Patricia Tille

    Tbem moro aqui na suiça, faz 8 anos, amo cada dia mais este pais, eu e meu marido vamos ao Brasil de férias e ja estou pensando no qto vai ser diferente la !

  • Olá Kellyn!
    Me vejo nas suas palavras.😊
    Sou Assistente Social(ñ exerço a profissão).Morei na Itália, casada com italiano , moro na Suíça…a única coisa que não coincide é a idade.😄
    Um carinhoso abraço bem brasileiro.❤️
    Tchau
    Jô.

  • Kellyn Mazzucco Autor do post

    Olá Jô! Tudo bem? Obrigada pelo carinho.. que show! Temos que conversar mais então, me add no face ou no insta. está como kellyn.mazzucco e insta como kellyn_crys. Onde você mora aqui na Suíça? Abraços brasileiros a vc tmb! 😀

  • Kellyn Mazzucco Autor do post

    Que legal Patricia. Estou voltando com o Blog esta semana, tenho muitas novidades para contar, e preciso escrever ou melhor deixar transparecer toda a minha paixão pela Suíça, Cada dia que passa me encanto mais, e não somente pela beleza exterior e sim por tudo de modo geral.. Tmb vamos de férias ao Brasil no início do ano que vem. Todos super ansiosos aqui em casa, delícia né? Mas sem duvida sentiremos grandes diferenças. Um super abraço. Mantenha contato, afinal é uma delícia fazer novas amizades, ainda mais com gente como a gente! 😀 <3

  • Kellyn Mazzucco Autor do post

    Olá Josimar. Obrigada pelo carinho. O Blog esta voltando a ativa, fique ligadinho que terão muitas mais histórias bem interessantes pra gente viajar virtualmente. Abraços