Mãe e o misto de sentimentos! 1


Não sou psicóloga, nem terapeuta, muito menos psiquiatra, sou apenas mais uma mamãe no mundo! E a partir do momento em que nos tornamos uma, pronto! Nossa vida vira no avesso (no melhor dos sentidos).

Esse misto de emoções e sentimentos nos consome, mas ao mesmo tempo nos faz muito feliz! Dá-nos a certeza de que não estamos neste mundo por acaso. Mostra-nos que o amor é mesmo incondicional, imensurável, puro e lindo.

Longe de mim desmerecer o sexo masculino, até porque sou mãe de dois preciosos tesouros e eternamente apaixonada pelo tesouro pai. Mas quando se fala em em doar-se de corpo e alma a um filho acredito que uma mãe compreenda cada milésimo de centímetro desse sentimento.

Mãe de Gêmeos

Como conseguimos acordar no meio da madrugada do nada para cobrir nossos filhos? Por que temos tanto medo que eles se machuquem ou que sofram? Por que ficamos tão apreensivas quando eles saem do alcance dos nossos olhos? Por que achamos que não conseguirão se defender sozinhos ou que sempre deveríamos estar juntos deles para defendê-los se for necessário? Por que mesmo morrendo de medo de uma agulha preferiríamos levar a injeção no lugar deles, só para não sentirem a dorzinha da picada? São tantos porquês neste turbilhão de sentimentos envolvendo uma mamãe que hoje eu entendo um pouco do porquê muitos não entendem as mulheres mães. Que confusão né? Nossa! Mas é assim mesmo, só sendo uma para entender esse artigo complicado.

Mãe de Gêmeos

Não é a mesma foto! 😀 Aqui olho para o Bryan e na foto à cima para o Nycolas.

Dias atrás ouvi meu marido dizendo aos meninos que no dia seguinte iriam em uma festa e assim me dariam uma tarde de folga. Até aí ok, de primeiro momento pensei: “que legal! Vou ter algumas horinhas só pra mim! Uauuuu…” Mas eu tinha tanta coisa naquele momento pra fazer que acabei me esquecendo do tal evento.

No próximo dia, algumas horas antes ele me lembrou da festinha. Meninos e papai prontos… lá foram eles! O vazio tomou conta de mim imediatamente.

Se você que está lendo este artigo também é mamãe e já passou por uma situação dessa, sabe bem como é estranho sentir esse vazio. Confesso que fiquei igual a uma barata tonta dentro de casa. Na verdade estava super cansada, pois um dia antes havia trabalhado muito, tentei abraçar o mundo e fazer tudo de uma vez só. Mas quem diz que consegui aproveitar, deitar na cama ou no sofá e cochilar um pouco, ou então assistir a um filme, ou ainda ficar apenas de bobeira sentada na sacada olhando a paisagem.

Olha, mãe é mesmo uma “criatura amorosamente estranha”. É óbvio que PRECISAMOS de um tempo só pra nós. Às vezes me sinto um pouco sufocada, afinal, minha vida nos últimos meses deu uma volta de 180 graus, de um extremo ao outro em questão de 24 horas. Lá no Brasil eu era ligada no 220V, trabalhava muitas horas por dia e nossos filhos sempre de uma lado para o outro, na casa dos avós, tios, amigos, com babás ou na escolinha. Já aqui, por enquanto, não trabalho fora, tempo integral com os meninos. Percebo que eles adoraram essa nossa nova fase. Se mesmo antes, quando não tinha muito “tempo” pra eles já eram grudados em mim, hoje em dia essa multiplicação é incalculável.

Quando estavam saindo para a festinha com o papai me pediram inúmeras vezes para que eu fosse junto. Que vontade de ir…. mas precisava desse momento só pra mim. Até para colocar um pouco meus sentimentos, desejos e pensamentos em ordem, pois sinceramente ando me deixando de lado ultimamente. É o piloto automático que muitas vezes esquecemos de desligar. Dias, semanas, meses se passam, a correria do dia-a-dia é tão grande que esquecemos de nós mesmas. Em primeiro, as necessidades dos filhos, depois do marido, logo em seguida, no meu caso, o curso de Alemão, aí vem a casa e por último e,  se der tempo vem a gente.

Algumas horas passaram e eu continuei sem fazer nada de produtivo, até que decidi então escrever esse artigo. Nada melhor que descrever esse sentimento no exato momento em que ele acontece. 😀

Enquanto eu escrevia recebi algumas fotos deles pelo celular, se divertindo muito. Como estamos no verão eles estavam brincando com água. E meu piloto automático de MAMÃE ligou novamente e eu já escrevi uma mensagem preocupada, pois o Nycolas anda meio gripadinho nesses últimos dias. Mas tudo certo, é a interminável preocupação de mãe novamente agindo.

Vida na Suíça

Suíça

Mesmo quando almejamos alguns segundos de sossego e tranquilidade durante o dia, percebemos que quando se é mãe esses segundos podem ser docemente trocados ou substituídos por um beijo, um carinho, um abraço de filho.

Volto a escrever, Mãe é uma “criatura amorosamente estranha”! 😛 Mas eu amo ser mãe!

O bacana de toda essa história louca e confusa é que me rendeu um artigo carinhoso. Me realizo falando (escrevendo) sobre meus filhos…

Gostou do artigo? Então compartilhe com seus amigos:

Facebook ,

Twitter ,

Google + ,

Instagram.

Beijo grande e até a próxima!

Blog da Suíça


Sobre Kellyn Mazzucco

A Catarinense, Kellyn Mazzucco, mora atualmente na Suíça, já morou na Itália de 2008 a 2010. É Assistente Social, e pós graduada em Recursos Humanos, foi colunista social por 5 anos na sua cidade natal, Canoinhas-SC. Sua curiosidade, vontade de explorar e sua paixão por fotos agora dão vida ao Blog “Um lindo dia para Sorrir!”.


Gostou do artigo? Deixe um comentário!

Um pensamento em “Mãe e o misto de sentimentos!

  • Sandra Dineli

    Adorei!!! Querida vc descreveu tudo que sentimos, e fazemos, embora nos esqueçamos de nós chega um dia que é inevitável e temos que tomar as rédias de nós mesmos e nos dedicar estas horinhas conosco. Mas como vc mesmo falou sempre ficamos pensando neles…kkkkkkkk e este vazio se torna enorme com uma vontade imensa que eles voltem logo…. Bjs